Publicidade
Conjuntura

80 mil eleitores de Juiz de Fora estão sem cadastro biométrico

Oitenta mil eleitores juiz-foranos estão sem cadastro biométrico e podem ser impedidos de votar nas eleições de 2024. A maior parte deles – cerca de 70 mil – chegou a ter suas inscrições eleitorais canceladas no ano passado, mas uma resolução do TSE (Tribunal Superior eleitoral) acabou suspendendo a medida em virtude da pandemia de Covid-19. Os outros 10 mil são jovens eleitores que requereram o título no período pandêmico, quando não se fazia a coleta biométrica.

Juiz de Fora integra a lista de 138 municípios mineiros que concluíram o recadastramento entre 2019 e 2020, mas tiveram o cancelamento dos títulos por ausência à revisão biométrica suspenso em 2022 por decisão do TSE. Ainda não há previsão de quando o cancelamento do título será lançado novamente no cadastro para as pessoas que não coletaram a biometria dentro do prazo nessas cidades. A expectativa é de que isso acontecesse ainda no ano passado.

Embora sem uma data delimitada, técnicos da Justiça Eleitoral consideram como certo o cancelamento das inscrições dos eleitores sem cadastro biométrico. Para evitar tumulto e longas filas, a orientação é para que aqueles que se encontram nessa situação façam o recadastramento. Em Juiz de Fora, o cartório eleitoral voltará a coletar a biometria de eleitoras e eleitores a partir de 1º de agosto.

Para fazer a coleta da biometria, eleitoras e eleitores podem ir diretamente ao cartório eleitoral com documento oficial de identidade e comprovante de endereço. Homens que solicitam o primeiro título no ano em que completam 19 anos também precisam apresentar certificado de quitação do serviço militar.

Qualquer serviço relacionado ao título de eleitor pode ser solicitado também pelo sistema Título Net, no site do TER-MG (Tribunal Regional Eleitoral). Ao preencher o formulário, será necessário anexar cópia de documento oficial de identidade com foto, selfie segurando esse documento ao lado do rosto e comprovante de endereço. No caso dos homens, também anexar cópia do certificado de quitação do serviço militar.

Ao final do preenchimento online, no documento de confirmação do requerimento, será informado que a zona eleitoral que vai receber a solicitação já retomou o cadastramento da biometria e que os dados precisam ser coletados para concluir este atendimento. O eleitor deve procurar o cartório eleitoral no prazo de 30 dias. Se não comparecer nesse prazo, o requerimento será descartado e um novo precisará ser feito.